Yearly Archives: 2020

Nota de pesar: Jornalista Roberto Fernandes

Roberto Fernandes (fonte arquivo pessoal)

NOTA DE PESAR E CONDOLÊNCIAS DA SMDH: ROBERTO FERNANDES
 
A Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) manifesta pesar e condolências a familiares e amigos do jornalista Roberto Fernandes, neste momento de dor. Seu falecimento foi confirmado hoje (21), vítima de complicações decorrentes da Covid-19. Ele estava internado desde 2 de abril em um hospital particular da capital e não resistiu.
 
Roberto Fernandes destacou-se no meio jornalístico por sua atuação pautada no compromisso com o interesse público e a ética profissional. Se era assim em público, no ar, diante das câmeras e microfones, nos bastidores era afável, educado e gentil, sempre disposto ao diálogo.
 
Por tudo isso, tornou-se referência na comunicação maranhense, entre rádio e tevê, tendo atuado em emissoras como a TV Mirante, Rádio Mirante AM, Rádio Educadora AM e TV Brasil (EBC), entre outras.
 
Figura de destaque também como comentarista esportivo, Roberto Fernandes foi ainda presidente do Moto Club de São Luís, um dos mais tradicionais do futebol maranhense.
 
Que sua atuação como jornalista e radialista continue servindo de exemplo às gerações mais novas de comunicadores.
 
São Luís/MA, 21 de abril de 2020
 
Coordenação Colegiada – SMDH

EDITAL SMDH – Nº 001/2020

A SOCIEDADE MARANHENSE DE DIREITOS HUMANOS – SMDH, no uso de suas atribuições legais, torna público, que estão abertas as inscrições do processo seletivo simplificado para contratação imediata de Assistentes Sociais, para atuar em Brasília/DF integrando a Equipe Técnica do Programa Federal de Assistência a Vítimas e a Testemunhas Ameaçadas. Acesse o edital clicando aqui.

22.04.2020 – Retificação ao Edital SMDH 001/2020

Necropolítica: MNDH repudia manifestações autoridades brasileiras

O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) vem a público para rechaçar com veemência as manifestações das autoridades brasileiras que estão orientadas por perspectivas necropolíticas. Nesta última semana se pode entender dessa forma partes da entrevista do Presidente dada a um canal de televisão, abordagens feitas pelo agora Ministro da Saúde e também a posição do presidente do Banco Central em live feita para investidores, conforme amplamente divulgado por vários canais de imprensa.

Acesse a nota completa aqui.

Covid-19 – Crime contra a saúde pública

Smdh e demais organizações do Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), e organizações do Estado do Pará denunciam Bolsonaro por diversos crimes contra a saúde pública.

O MNDH, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado do Pará (SINTSEP-PA), o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará (CEDENPA), o Movimento de Mulheres do Campo e da Cidade (MMCC/PA), o Movimento República de Emaús (CEDECA) e a Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), apresentaram, na tarde do dia 27 de março, Representação com Pedido de Instauração de Inquérito Policial contra atos do Presidente da República Jair Messias Bolsonaro.

Acesse abaixo o protocolo da ação recebeu o numero 20200024665 na Procuradoria da República.

Acesse o documento completo aqui.

Fonte: https://mndhbrasil.org

Novo coronavírus: SMDH muda rotina de atividades

Ciente dos esforços necessários para o controle da pandemia do novo coronavírus no Brasil, a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos – SMDH vem desenvolvendo, desde o dia 20.03.2020, suas atividades em regime especial de trabalho. 

As equipes técnicas do Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos e do Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas estão funcionando em regime de escala. O objetivo é garantir, dessa forma, o atendimento permanente às pessoas em proteção.  

Coordenações e equipes administrativa e de apoio estão funcionando com horário reduzido e intercalado, por turnos. As equipes do Projeto Seletivismo Penal e do Projeto Sementes de Esperança (PSE), além de todos e todas que fazem parte dos grupos de risco, estão trabalhando de forma remota.